Jul 11, 16

O exército do padrãozinho wants YOU! Que mané organizar feed o quê

Devaneios
Dec 22, 15

Quanto custa morar em Londres? dinheiro na mão é vendaval

Vida em Londres
Aug 22, 15

Sobre ser imigrante

Londres
Jul 21, 17

Atrasada mas tentando cumprir a promessa de postar sobre as caminhadas aqui. Antes tarde do que mais tarde ainda, né galere?

Data: 17 de Junho de 2017
Duração: 3.5 horas
Distância percorrida: 8km
Principais pontos de interesse: Hein?

No mapa interativo abaixo (óia ela!) cês podem ver em vermelho a parte que nós fizemos esse dia, e se diminuírem o zoom cês vão em azul todos os trajetos. De agora em diante vou colocar esse mapinha pra ficar mais lekau.

Eu num vou nem enrolar: Esse foi o pior trecho da Capital Ring até agora. Saindo da estação de Hackney Wick pra começar a caminhada, descobrimos poucos minutos depois que a parte inicial do trajeto estava fechada – sabe-se lá por quais motivos. Tivemos que dar uma volta bem grandinha para retomar o caminho onde acabaríamos saindo depois, e isso foi um pouco brochante já que aquela área de Hackney Wick perto da estação de metrô é meio morta e não tem muita coisa interessante.

Depois de finalmente acharmos o rumo certo, continuamos caminhando às margens de um canalzinho. O dia estava lindo (e quente) então essa parte não foi de um todo terrível.

Capital Ring Walk

Canalzinho maroto ainda em Hackney Wick

Viram os dois ~xizinhos~ pretos no mapa lá em cima? Pois bem. Eles ilustram o início e o fim do Jubilee Walkway, que é basicamente um caminho RETO que vai de uma ponta a outra que não tem nada. 70% de todo o trajeto foi feito nele e não teve graça nenhuma, parecia que estávamos andando em uma rua normal, só que sem carros. Não tinha nada pra se ver, já que a maior parte desse percurso é cercado por casas.

Não tirei foto dessa parte porque pensei que eventualmente chegaríamos em um lugar mais interessante, então pra ilustrar melhor surrupiei a foto abaixo do Jason McDonald. Olhem só que tristeza.

Foto carinhosamente surrupiada do Jason McDonald

Uma das poucas coisas que se vê nesse percurso é a estação de bombeamento de Abbey Mills. Só que infelizmente o caminho nos leva a passar por trás dela! Pessoal da Capital Ring, vamos melhorar aí néam?

Estávamos tão acostumadas com a ideia que teríamos que andar reto pra todo o sempre que não viramos onde era pra virar. Aí bateu AQUELA preguiça de voltar e decidimos que continuaríamos dali por conta própria e procuraríamos um parque pra sentar e comer nosso lanchinho. Pois bem: Beckton não tem NADA, nem parque! Ave maria, tivemos que andar um monte pra conseguir achar um!

Capital Ring Walk

Achamos, comemos e arrebitamos nossas tangas. Não vou nem comentar que a estação de metrô que atende esse fim de mundo estava fechada, tivemos que pegar um busão por uma boa meia hora pra conseguir voltar pra civilização. O problema nem era pegar ônibus, o foda era o calor insuportável que tava fazendo. Sentar naqueles assentos peludos quando se está toda suada é tortura chinesa :(

Só vou voltar em Beckton de novo porque o próximo trecho – Beckton até Woolwich – começa lá. E depois disso, nunca mais! Espero de coração que eu tenha boas notícias da próxima vez que eu falar da Capital Ring aqui :)

Aug 22, 15
Sobre ser imigrante
Sotaques Inglês Britânico
Feb 14, 17
Inglês britânico na prática #1: Sotaques de Londres
Jul 25, 14
Pequenos detalhes de Londres
Jun 18, 17

Como eu enrolei pra fazer esse post, meu deus. Viajei pra Dubai no final de Abril por sete dias e desde então não tive a paciência necessária pra sentar aqui e escrever, mas aqui estamos! Apesar de eu ter muitas opiniões sobre Dubai, vou me reservar e tentar não fazer textão.

A cidade é super nova e não tem 100 anos – o que é quase inacreditável devido ao quão desenvolvida Dubai é. Habitada por quase 3 milhões de pessoas, esses habitantes são por grande maioria imigrantes, sendo a maioria desses de origem Indiana, Paquistanesa e Bangladeshi – apenas 17% da população é nativa. A cidade é praticamente conduzida por imigrantes. Do faxineiro ao garçom. Da cozinheira até a babá. Do engenheiro até o pedreiro que ajudou erguer aqueles prédios enormes.

Gente, eu sou imigrante e se tem um assunto de qual eu tenho propriedade pra falar É DESSE. A primeira coisa que eu reparei MINUTOS após sair do aeroporto, foi o quanto esses mesmos imigrantes são mal tratados. É uma coisa descarada, absurda e arcaica. No conforto do carro com ar condicionado eu vi gente trabalhando sob um sol de 44 graus em uma cidade construída no meio do deserto.

Lorem ipsum dolor sit amet.
Lorem ipsum dolor sit amet.

Eu me senti extremamente incomodada em Dubai. Me senti incomodada porque ali eu era a turista, a que estava confortável tomando uns bons drinks no restaurante, mas na real sabia que se eu tivesse balançado no saco errado seria eu ali sendo maltratada pelas madames. Não dava pra fazer vista grossa e fingir que eu não sabia MUITO BEM o que esse povo sofre, então o tempo inteiro que eu estive lá eu tive uma sensação de estar fazendo algo errado, uma culpa, sei lá. Se a vida pra gente já é difícil aqui no UK imagina num lugar desse, onde as leis que protegem os trabalhadores são praticamente não-existentes?

Dubai - Uai Babi

Deixa eu só lembrar que essa regra de imigrante ser tratado mal só se aplica se você NÃO FOR branco/europeu, tá? Se você for um expat alemão tá de boa porque provavelmente é patrão. Se for imigrantezão mesmo cê tá na bosta.

Não me levem a mal, a cidade em si é bem bonita. Viajar só pra ver arranha-céu não é meu estilo, mas tenho que admitir que Dubai tem sua beleza. Fiquei hospedada na casa de amigos e pude ver bem de perto como é o dia-a-dia de quem mora e trabalha lá. Mesmo que todo mundo evite sair de casa antes do sol ir embora e NINGUÉM ande de transporte público (só turista e os trabalhadores com poder aquisitivo bemmm menor), consegui aproveitar bem e cobri praticamente todos os pontos turísticos de lá. Fiz até um safari no deserto! Também passei um dia em Abu Dhabi, mas não tirei nenhuma foto :(

Resumo da ópera: A cidade é bonita mas trata muito mal a mão de obra. Não sei se eu voltaria.

May 09, 13
Turistando na Itália – Veneza
Nov 18, 15
Rolê em São Thomé das Letras
Jan 02, 14
Passeio em Windsor
Jun 04, 17

Outro post que eu tô enrolando pra fazer são esses da Capital Ring! Desde o primeiro que lancei aqui no blog, já fizemos outras 5 partes (essa é a quinta). Nem adianta postar as outras 3 agora porque apesar de ter tirado fotos, esqueci tudo que eu tinha pra falar de cada trecho. Min desgurpem ¯\_(ツ)_/¯

O certo seria postar cada pedaço na sequência em que fizemos, mas esse blog tá tão parado e eu tô enrolando tanto, que o jeito vai ser postar as partes que ainda estão atrasadas fora de ordem mesmo. Depois eu vejo um jeito melhor de organizar issaê!

Data: 03 de Junho de 2017
Duração: 3 horas
Distância percorrida: 6.5km
Principais pontos de interesse: Muito verde, rios e barquinhos bonitinhos, pubs hipsters e grafites maravilhosos por toda parte

Essa foi a mais curtinha de todas as caminhadas – pouco mais de 6km. Eu e Nelinha já estamos achando trechos com menos de 8km muito curtos então esse foi fichinha pra gente. Começamos as 10 da manhã e pouco depois do meio dia já estávamos quase acabando.

Como quase todos os trechos que fizemos até hoje, sempre vemos muita natureza. Quem vem visitar e vê essa loucura que é Londres nem imagina a quantidade de áreas verdes bem conservadas que existem aqui. E fugir um pouco da selva de pedra, mesmo que ainda continuando nela, sempre me faz muito bem. Nelinha e eu conversamos muito, então acaba que é um treco meio terapêutico: além do exercício, a gente vai se conhecendo e conhecendo também a cidade :)

Acabou que eu quase não tirei foto do trecho em si mas tirei foto de tudo quanto é grafite que via pelo caminho – o Leste de Londres mais parece uma galeria de arte à céu aberto – e eu AMO essa área de paixão. Hackney na verdade foi o primeiro bairro em que eu morei em Londres há quase 12 anos atrás, na época em que lá não era nada hipster (era só perigoso mesmo, hahaha)

Capital Ring Walk - Stoke Newington to Hackney Wick

No final, como já de costume, paramos pra tomar uma no Crate Brewery. Eles produzem a própria cerveja e a própria cidra, e ah, que cidra deliciosa, tá aprovadíssima! Nelinha disse que a pizza de lá também é muito gostosa, mas eu já tava cheia dos lanchinhos que fizemos no parque :|

Capital Ring Walk - Stoke Newington to Hackney Wick

O próximo trecho será de Hackney Wick to Beckton, provavelmente semana que vem :)

Jul 21, 17
Capital Ring Walk: De Hackney Wick até Beckton
Christmas at Kew Gardens
Dec 19, 16
Decoração de natal em Kew Gardens
Aug 31, 16
Capital Ring Walk: De Greenford à South Kenton
Página 1 de 35
12345... 35››