Aug 18, 17

Acabei de ver GoT #amémhackers e tô tomando um vinho de buenas aqui. Achei que nunca seria o tipo de pessoa que toma vinho em casa, mas tenho que admitir que ó, é uma maravilha tomar umas enquanto fuço a interwebs de buenas e curto uma playlist bacana. Quem gosta de balada é adolescente, adulto gosta é dissaqui.

Mas tô divagando. Amanhã já é dia de CRW de novo e prometi que eu tentaria não me embolar com os posts, então enfim! Ah, esse post vai ser agendado, então não estranhem a data abaixo hahaha.

Data: 22 de Julho de 2017
Duração: 3 horas
Distância percorrida: 6.5km
Principais pontos de interesse: Hein?

A partezinha que caminhamos tá no mapa aqui abaixo. Só pra esclarecer (porque eu não fiz o treco direito da última vez) nós já estamos na sétima parte de um total de 15 partes. As partes que estão em verde são as que já fizemos, de vermelho a que estamos fazendo no post, e de azul as que ainda vamos fazer.

Começamos onde terminamos da última vez, na estação de Beckton (que por um milagre tava funcionando dessa vez). Eu e Nelinha concordamos que Beckton foi uma experiência meio traumática de tão ruim que foi, RISOS. Mas o bacana da CRW é esse: Ela não te leva só em lugarzinho bonitinho, te leva pros fim de mundo pra provar que Londres também é isso.

Saindo da estação de Beckton, percorremos o mesmo caminho que tínhamos percorrido antes até achar onde a trilha começava de verdade. Começa mais ou menos perto do London City Airport, onde presenciamos um avião pousando bem de pertinho. Pra mim isso é manjado porque eu morava bem atrás do aeroporto da Pampulha em BH (salve São Bernardo, é nóis) e cresci acostumada com barulho de avião pousando – mas foi bem bonitinho porque estávamos sob uma ponte no rio Tâmisa, perto das Royal Docks (Docas Reais em inglês bilíngue britânico).

Aí lá vem né. O mapa oficial da CRW mandava a gente virar à esquerda depois de sair das docas, ok, vamos lá. Por favor vejam aqui embaixo o ESTADO DO BECO que esse povo queria que a gente passasse. Cadê manutenção? 100% putassas, demos a volta só pra descobrir que o próximo lugar que teríamos que virar agora é propriedade privada e não podíamos entrar.

A Capital Ring Walk foi feita há uns 10 anos atrás – antes das Olimpíadas de 2012 que aconteceram em Londres – nessa época muita coisa ainda estava em construção e muita coisa também mudou, ainda mais que a Vila Olímpica ficava no Leste de Londres (área que estávamos percorrendo naquele dia). Então é compreensível as coisas estarem um pouco diferentes, né? Pra ser sincera não sei qual é o processo de manutenção da CRW, mas imagino que não haja muita verba sendo investida nela. O que é uma pena.

A parte que segue foi um pouco estranha. Como era impossível continuar no caminho sugerido, tivemos que ir por um outro caminho não-oficial e improvisado que achamos lá na hora. Eventualmente conseguimos voltar pro caminho certo e continuamos em uma ponte (não sei do que chamar aquilo, vejam as fotos) que era paralela com o rio Tâmisa. Essa parte de Londres é *BEEEEM* industrial e não muito bonita. Passamos por umas partes meio tensas, tipo de lugar que a galera vai pra usar droga de noite, sabem? Bem sujo e bem abandonado, MUITAS EMOÇÕES.

MUITO TENSO
TENSO
Caminhando às margens do rio Tâmisa

Tivemos que entrar em um túnel que passava debaixo do Tâmisa pra chegar do outro lado, né. Primeiro que era meio estranho porque a entrada parecia a de um banheiro público e tinha quase 200 graus pra descer, segundo porque era um túnel enooooooorme, super iluminado (tão iluminado que chegava até a ser meio assustador) que dava eco quando a gente falava e parecia nunca mais ter fim.

E cabô! Saindo desse túnel chegamos no final da seção/começo da próxima. Apesar de ter sido bem feinha, nós rimos bastante e conhecemos uma parte de Londres que se não fosse pela CRW nunca conheceríamos.

Túnel
Entrada do túnel ou banheiro público?
Woolwich Arsenal
Woolwich Arsenal

 
Essa seção é onde em teoria onde a Capital Ring acaba, a parte 15/15. Como nós somos revoltadas e não obedecemos às regras, essa é a nossa parte 7/15 e amanhã vamos fazer Woolwich até Falconwood, que é a parte 1/15 oficial (já que começamos da 9/15 oficial, que será nossa parte 8/15 não-oficial). Ai quer saber, deixa pra lá, que confusão, nem eu tô entendendo mais nada aeiehaiueh

Mas é issaí. Daqui a pouco eu vorto.

Jan 28, 13
Boneco de neve improvisado!
May 04, 16
Passeio de barco no London Waterbus
May 25, 16
Leia isso se você quer morar em Londres um dia



  • 18 . 08 . 2017

    Morrendo com o beco KKKKKKKK Eu iria querer explorar ali, sou meio doidinho. Mas anyway, achei divertido o post. E eu ia ficar com medo de passar nesse túnel aí… aliás, sozinho nem pensar em passar aí.

    http://www.sextadimensao.com/

  • 18 . 08 . 2017

    Eu vivo pra ler seus posts da CRW! Eu achei a idéia TÃO sensacional, pena tem essa questão da manutenção e da sinalização que parecem não ser 100%. E conforme você vai postando dá pra ter uma idéia dos melhores trechos, esse eu achei muito legal (a deslumbrada aqui queria fotografar essa parte industrial), mas não sei se enfrentaria sozinha numa viagem, por exemplo.

  • 18 . 08 . 2017

    O túnel parece assustador, mas dava pra fazer um ensaio fotográfico legal dentro dele, né?! hahaha Achei legal porque vocês conheceram uma parte diferente da cidade, mas espero ver mais natureza nos próximos trechos <3