May 25, 16

Tô me sentindo uma estraga-prazeres fazendo esse post, mas certas verdades precisam ser ditas. Acabei de ler um postzinho muito inocente na internet sobre morar em Londres e me senti na obrigação de desmistificar algumas cositas pra vocês, já que hoje em dia Londres é um dos lugares mais cogitados do mundo para se morar. O que essa galerinha muitas vezes neeeeeem desconfia é que a vida aqui NÃO É tão fofinha quanto aquela pessoa no Instagram faz parecer, então por isso quis vir contar algumas realidades pro cês.

pexels-photo-89432

Foto: Pexels

Você vai dividir casa com outras pessoas

A não ser, claro, que você seja ryca e tenha dinheiro sobrando. Como eu já disse nesse post, aluguel em Londres é uma coisa RIDICULAMENTE cara (sério, os preços são totalmente sem noção) e pra conseguir bancar um flat só seu cê tem que ter bala na agulha. Então como esse sonho de ter um apê estilo Pinterest em Londres só existe pra poucos, as pessoas se vêem obrigadas a dividir uma casa.

E quanto mais gente na casa, mais barato o aluguel (e mesmo assim ainda sai caro). Você vai dividir banheiro, cozinha, sala de estar com pessoas que você não conhece e só vai ter privacidade dentro do seu quarto. Os seus housemates provavelmente estão em Londres pra trabalhar (e não curtir a vida adoidado como um adolescente irresponsável), então pode esquecer esse clima de república da Malhação.

Aqui é onde filho chora e mãe não escuta

Só VOCÊ vai lidar com suas próprias tretas. Se você acha que isso parece divertido e libertador, tente ficar sem emprego e ser despejado pelo seu landlord ao mesmo tempo. Ou ter que sobreviver com £20 o mês inteiro. Ou ter uma morte na família e não poder chegar no Brasil a tempo para o velório ou enterro. E não me venha com essa de “quem tem amigos tem tudo” porque nenhum amigo seu que mora em Londres vai ter mais que 100 conto sobrando pra te emprestar de uma hora pra outra.

Londres não é lugar pra gente mole

Parece insensível, mas é a verdade. O que eu quero dizer por “gente mole” é gente que não corre atrás das coisas. Gente que não aceita um emprego pra lavar louça, se necessário. Ou gente que precisa de estar sempre rodeada de amigos e se divertindo o tempo todo. A verdade é que Londres te faz ser uma pessoa sozinha, e se você não souber conviver com isso, você não vai aguentar o tranco.

Você aprende que nem todo mundo é de confiança

Você aprende a não ser tão ingênua. Gente ruim tem em todo lugar, mas conseguir discernir uma da outra em um país desconhecido é 100 vezes mais complicado. Então você provavelmente vai tomar algum tipo de calote, seja ele do seu patrão, do seu landlord ou daquele housemate que você achava ser seu amigo.

Londres te faz mudar

Na maioria das vezes, pra melhor. Por mais que a vida aqui tenha seus altos e baixos, você aprende na marra coisas que talvez nunca aprenderia se não tivesse saído do Brasil. Falando assim parece ser fácil, mas na hora do ~vamo vê~ é só você e mais ninguém pra dar conta dos seus pepinos. Hoje em dia quando eu vou ao Brasil eu vejo o quanto minha mentalidade é diferente das pessoas que continuam lá. Eu não me sinto melhor que ninguém, mas é que aqui nós passamos por experiências que moldam a maneira que enxergamos o mundo.

…se eu trocaria?

Aí cês me perguntam: Se é tão ruim, cê tá fazendo o que aí? Eu moro e criei raízes aqui. Apesar dos perrengues eu lido com minhas tretas todos os dias e sei bem da realidade que vivo. Hoje em dia eu tô mais esperta e não passo mais tanto aperto, mas se há 10 anos atrás nossas vidas no Brasil (minha e da minha mãe) fossem melhores e morar aqui tivesse sido uma simples escolha, cês podem ter certeza absoluta que eu estaria lá até hoje.

O que eu quero dizer com esse post é que morar em Londres é uma decisão séria. Não significa que você não pode vir fazer um intercâmbio ou curtir suas férias – pode e deve! – mas é que hoje em dia mais e mais pessoas são conduzidas até aqui por uma opinião errônea (que existe principalmente na internet) que Londres se resume à friozinho gostoso e chá das 5. Aí a pessoa chega aqui e toma na cara porque não tinha consciência do que estava por vir.

Feb 02, 14
Cemitério de Highgate
Oct 06, 17
Inventário #4
Jan 16, 15
Rolê noturno: City of London



  • 25 . 05 . 2016

    Ai, caramba! Você já sentiu vontade de abraçar alguém só pelo que a pessoa escreveu? Pois bem, estou me sentindo assim em relação a este post. Obrigada por escrever. A maneira como escreve é tão sincera, tão direta ao ponto. Clara. Nos faz despertar, sabe?
    Não tenho vontade de me mudar do Brasil, mas quero sim fazer um intercâmbio e viajar muito. Espero que esse intercâmbio não demore muito na verdade, hahaha. Um grande beijo!

    • 25 . 05 . 2016

      Ei Lilian! Óin, que gracinha! Fico muy feliz que cê tenha gostado do meu jeitão de escrever, nem sempre sai como eu imagino na minha cabeça, mas eu não deixo isso me prender (não mais).

      Se um dia cê tiver uma chance, não pense duas vezes: Faça um intercâmbio SIM! Cê vai ver o quanto isso vai abrir sua mente, cê vai adorar. Cruzando os dedos pra que não demore muito e que eu possa ler tudim lá no seu blog!

      bêjj :*

  • 25 . 05 . 2016

    lendo os posts dessa série e amando :) <3

    Olha, se me permite contribuir, nunca morei fora, mas me parece que isso se aplica a muitos países. As pessoas aqui tem a mania de achar que a grama do vizinho é mais verde e perfeita, e as vezes até eu me incluo nisso. mas a realidade é que todos os lugares tem seus defeitos e ser imigrante (em qualquer lugar) é sempre um desafio. É uma cultura nova, regras novas, e muitas vezes sem suporte. Mesmo que o país seja muito acolhedor, não é a mesma coisa que estar onde se nasceu. Nunca é.

    Ano passado surgiu uma oportunidade de eu ir morar fora, e sinceramente, depois de muito planejar, optei por não. Acabei construindo uma vida por aqui, onde tenho diploma, contatos, possibilidades. largar tudo só para ter a experiência de ir para outro país não era uma realidade para mim, e toda vez que eu olhava sob esses pontos que você pontuou isso ficava mais claro. Nunca tive problema em me virar, porque realmente trabalho desde os 16 e já fiz muita coisa para ter dinheiro para me sustentar, porque faz 5 anos que se eu como, ou tenho teto depende unicamente de mim. porém não é fácil né? não são flores. em um outro país muitas vezes você começa do zero, tem que batalhar por cada conquista, e estar preparado para passar muitas dificuldades, que mesmo sendo pobre no Brasil, não passaríamos. (bem o mal, mesmo que vc seja sem teto, se der uma dor de barriga, tem direito a hospital gratuito).

    Enfim, obrigada por compartilhar sua vivência conosco. é muito importante. faz as pessoas refletirem se aquilo é realmente para elas. Continuo com vontade de morar fora um dia, mas hoje penso em juntar uma grana pra morar como turista mesmo, tipo intercâmbio.

  • 25 . 05 . 2016

    Nossa moça, deu vontade de te dar um abraço. Obrigada por escrever esse post. Eu moro em Londres desde 2014 e nunca foi fácil, passei por muito perrengue, trabalhei como diarista, já fiquei sem ter o que comer e voltei pra casa a pé. Hj as coisas são mais tranquilas e trabalho como Designer, ganho bem e tudo mais, mas mesmo assim a vida em Londres está muito longe de ser esse mar de rosas que a gente vê no Instagram. Londres é linda, e eu faria tudo de novo 100 vezes pq era meu sonho vir pra cá, mas acho importante lembrar de que se vc não está disposto a passar por sacrifícios, dificuldades e mudanças então é melhor repensar.
    Adorei descobrir seu blog, tô lendo tudo freneticamente <3 Quem sabe nos encontramos por aí ^^

    • 25 . 05 . 2016

      Neli, me abraça! Caramba, é tanta peripécia que sinceramente, alguém deveria escrever um livro juntando as histórias que os brasileiros tem pra contar aqui. Tipo um Humans of London, mas versão Brasileira! OAEUIAHEIOUAH

      Eu procuro sempre mostrar uma Londres real e sem filtro pra todo mundo que me pergunta como é a vida aqui, porque a quantidade de gente que romantiza essa cidade não tem limite. É como cê disse, Londres é um lugar maravilhoso, mas essas maravilhas não vêem de graça. Tem que sacrificar um tiquinho!

      Adorei saber que cê mora aqui também, me adiciona nos faceberg da vida (Babi Lopes) e vamo marcar um rolê! :D

  • 25 . 05 . 2016

    Legal, Babi. Acho que seu post se aplica a muitos outros lugares tbm. As pessoas criam uma fantasia em morar fora que beira a ingenuidade. Eu mesma já tive vontade de morar fora (Londres, especificamente ahahah). Tive algumas experiências e constatei o que já sabia: não tô preparada. Não é coragem de trabalhar em lugares que normalmente vc não trabalharia aqui no Brasil, por exemplo. Mas é questão de viver só com aquele dinheiro contado e chorado. Imagina numa precisão, ficar doente? Lascou-se. Eu sou muito precavida (ou negativa hahah), gosto de pensar em todas as possibilidades do que poder dar errado. E, ainda assim, a gente é pega de surpresa, né?! Imagina só e em outros país?

  • 25 . 05 . 2016

    Eu de volta! Haha tô voltando pra esse mundinho aos poucos! ♥
    Me passa sim! Eu comprei agorinha de pouco as passagens. Chego dia 26 de Agosto, aí vou passar uns dias em Cardiff na casa da minha amiga e depois uns dias em Londres, antes de ir pra Paris! Se quiser entrar em contato comigo, me grita no Twitter ou Instagram: @coelholiih

    Não menina, não me colocou medo não. Eu acho que é até legal esse seu post, pra abrir os olhos das pessoas. A gente vê Pinterest, WeHeartIt, Tumblr e dá a impressão de que a vida é uma maravilha, mas para pessoas que não são RYCAS, muda de figura, né? E mais, te falo que isso acontece em São Paulo, no Rio de Janeiro e até m Buenos Aires, onde estive mês passado. Não é fácil simplesmente sair do seu conforto.

    Sim, acredito que eu ia me virar bem, falo inglês, tenho noções de direção, não seria problema nenhum. Mas é bom ter companhia pra essa vida de turista, né?

    Não se preocupa, eu tô ansiosíssima pra conhecer Londres! <3
    Beijo!!

  • 25 . 05 . 2016

    Achei esse post sucesso e muito bom até pra mim, que tô indo em três meses passar uns dias e graças a Deus que minha mãe ofereceu a trip pra minha irmã, porque se não passaria um tempo sozinha aí e vai saber o que seria de mim!!

    • 25 . 05 . 2016

      Ei Lígia! Que bom você por aqui de novo :)

      Sério que cê tá vindo? Vou te passar meu telefone e quando cê tiver aqui cê me dá um toque pra gente dar uns rolês!

      Minha intenção nesse post não foi dizer que Londres é um lugar terrível pra se viver, mesmo que cê tivesse vindo sozinha tenho certeza que cê ia conseguir se virar bem! Espero que o post não tenha colocado uma imagem negativa na sua cabeça. Vem e aproveita bastante <3

      bêjj :*

  • 25 . 05 . 2016

    Adorei teu post, estou cogitando em ir morar na Europa, mas tenho que primeiro me estabilizar, em um primeiro momento pensei em morar em Londres, mas agora já estou cogitando morar em Portugal, até pela questão da língua mesmo.
    Em qualquer país vai ser dificil pro estrangeiro, mas tem que se adaptar, se é um sonho, nada impede da pessoa fazer dar certo. Londres é muito turístico, por isso que eu acho que é tão complicado…
    Depois deste post to cogitando muito morar em Portugal hahahah

    http://www.pinkisnotrose.com/

    • 25 . 05 . 2016

      Ei Carol, tudo bão?

      Então moça, talvez Portugal seja melhor por uma questão de adaptação mesmo. Aos poucos você vai se acostumando, visitando outros países da Europa e de repente Londres não vai ser um choque cultural tão grande. O segredo do negócio tá em manter os pés no chão!

      Beijo e boa sorte :*

  • 25 . 05 . 2016

    Um tapa na cara. É disso que esse povo precisa, Babi! E seu post está bem esclarecedor sobre isso. Tem abrir o olho mesmo, tem ter noção que nada será lindo como é na imaginação ao se mudar de país (a não ser que sejamos rycos e phynos, mas ninguém aqui é).

    Quando eu estava prestes a ir para o EUA (que, graças ao meu bom Deus, arreguei nos 45 do segundo tempo) eu ficava me questionando sobre tudo isso, enquanto o meu ex estava lá todo todo na ilusão, achando que tudo seria o mar de rosas e Miami Beach. E quando ele foi, foi só tapa na cara. Mais ainda que ele não sabia uma única palavra ou expressão em inglês a não ser “fuck you”. Ele só não morria de fome porque ele tinha a família para ajudar ele. Tem que ralar, e muito – além de ter muita coragem e pé no chão para enfrentar as dificuldades.

    Você e sua mãe são vencedoras ♥

  • 25 . 05 . 2016

    Parabéns babizinha, seu post é utilidade pública, muita gente pensa que é um sonho morar aqui, e não falo só de Londres, até aqui na roça tá difícil, arrumar emprego, se manter e etc, a pessoa tem que ser muito focada!
    Tô compartilhando! Beijos te adoro <3

    • 25 . 05 . 2016

      Ôôô Flavitcha, brigada! Sonho até que é pra algumas pessoas, mas não é paraíso e mil maravilhas como o povo tende a pensar né? Não é fácil :(

      bêjj