Oct 05, 14

Me sentindo mal por ter esse layout lindo nessa plataforma maravilhosa e não ter um pingo de força/criatividade pra escrever alto útil. Nem umas fotinhas mais ou menos tão saindo. Olha que em Londres o que não falta é coisa bonita pra fotografar e eu aqui nessa moleza… :( Hoje quis ir pro parque de sempre (Regents Park) e tentar registrar a mudança de estação que é sempre linda e também pelo Outono ser minha estação predileta. Fiz um post assim ano passado e as fotos de hoje não ficaram tão boas quanto a do post antigo, mas eu conto o por quê:

Tá lá eu no parque bonitinha tomando um cafézim quando do canto do olho vejo um cara vindo na minha direção. Ok, o parque é grande e tem vários bancos vazios pra sentar. Aí ele senta do meu lado. Ok, estranho mas nada a ver né? Não vou ser neurótica. Aí ele começa a puxar papo e fazer perguntas desnecessárias, chegando pertinho de mim até praticamente encostar. Ignorei e arredei mais pro canto, mas o infeliz continuou. Juntei minhas caqueiras e saí andando. Não fiz cara feia mas também não respondi porque 1) não sou obrigada 2) se eu desse trela ia piorar.

Piorou de qualquer maneira porque quando levantei ele veio andando atrás de mim e ficou na minha cola por um tempão! O infeliz só sossegou e foi embora quando eu preguei a bunda perto de um casal. Me falaram depois que eu deveria ter chamado a polícia, mas não quis fazer a escandalosa. Tanta gente por aí em perigo real e imediato e eu ia chamar polícia pra um cara que foi embora quando eu me plantei perto de outras pessoas? Achei que teria sido exagerado.

Talvez a intenção dele tenha sido apenas sei lá, fazer amizade… Mas vamos concordar, que maneira esquisita ele foi arrumar, hein? Aqui em Londres existe uma regra silenciosa todo mundo conhece: Se o lugar não é propício pra paquera, ninguém vai chegar em você. Simplesmente NÃO É NORMAL um sujeito chegar em alguém assim, sentando encostadinho em você e te fazendo perguntas que são no mínimo esquisitas.

Depois que tive certeza que ele estava bem longe, fui na direção oposta. Continuei no parque por uns 10 minutos mas eu já não estava mais focada e o resultado das fotos nem foi tão bom… Fiquei meio na neura com medo dele aparecer de novo. Tô exagerando?

Enfim. Postando mais pra contar o caso pra vocês do que pra mostrar as fotos na verdade.

October 05, 20141 October 05, 20142 October 05, 20143 October 05, 20144 October 05, 20145

Mals aê.

Feb 07, 16
O dia em que abandonei a fotografia.
Jun 14, 15
Turistando: Stonehenge e Old Sarum
Jan 02, 14
Passeio em Windsor



  • 05 . 10 . 2014

    Aconteceu comigo uma vez, de um cara me seguir até em casa quando eu morava no Japão. Estava a noite já, mas não tarde. Eu tinha abacado de sair da estação de trem (era pertinho de casa uns 10min andando), e fui indo pelo caminho que eu sempre fazia. Dai teve uma hora que eu tive a sensação de ter alguém me seguindo, olhei pra trás, vi aquele monte de gente que também tinha acabado de sair da estação e pensei “ah, não é nada”. E nisso que eu virei, bati o olho num cara que, mais pra frente, quando eu parei pra atravessar uma rua, ele passou por mim e seguiu o caminho dele. Só que o caminho que ele fez, dava de encontro com o atalho que eu pegava. E quando eu vi o cara já fiquei meio desconfiada. Fui andando, e uma vez que olhei pra trás, vi ele correndo (não correndo rápido, mas dando uns “trotezinhos”, sabe?) e depois continuou andando normal. Na hora, minha reação foi ir apertando o passo, porque eu imaginei que se eu corresse, ele correria atrás e me alcançaria. Quando virei a esquina pra rua da minha casa, dei uma corridinha, porque vi que ele estava um pouco longe ainda, mas logo parei pra ele não perceber. Quando cheguei no meu prédio, subi as escadas correndo e ele ficou lá embaixo,na calçada, falando coisas em japonês que eu não entendi e foi embora.
    Fiquei bem assustada nesse dia! Depois disso, sempre quando eu precisava ir da estação pra minha casa a noite a pé, eu ligava pro meu pai ir me encontrar.
    Mas não ligava de andar sozinha por ai de dia.
    Bom, vou continuar futricando pelo blog rsrsrsrs
    Beijos Babi!

  • 05 . 10 . 2014

    Aqui em Filipinas é normal os homens fazerem isso. Eu me estressei demais com isso quando cheguei. Fui seguida 3 vezes na rua por caras que queriam meu telefone. Mesmo aqui eu faco a egipcia e nao dou contato de jeito nenhum. Mas em Londres eu imagino que isso nao seja muito comum nao.

    Nao achei exagerado nao. Eu teria rodado a baiana, descido a favela, feito um escandalo. Gente louca, cara!

    bjs de Filipinas,
    Gabi Barbará
    Barbaridades!
    Me ajude a tornar o Barbaridades ainda melhor!

    • 05 . 10 . 2014

      Ei Gabi!

      Tem quando tempo que cê mora aí? Engraçado isso né, bando de descarado… Não sei o que eles esperam, será que ao mexer eles pensam que por algum acaso a gente vai dar mole e falar “ah, beleza, toma aqui meu telefone/quer sair comigo”? E tem homem que ainda fica bravo quando a gente não dá ideia, vê se pode! Eu geralmente também faço a egípcia (morri de rir disso), mas tem hora que dá vontade de dar um supapo no meio da cara deles pra ver se aprende a respeitar!

      Beijinho e adorei você por aqui! :***

  • 05 . 10 . 2014

    Eu hein! Que situação estranha! Eu teria corrido pra perto de alguma multidão ou de algumas pessoas, como você fez haha Mas também ficaria bem neurótica, morro de medo dessas coisas :o

    E mulher, suas fotos estão lindas, como sempre <3
    Cada vez que vejo teus posts e fotografias tenho mais vontade de visitar Londres… ai ai…

    Beijão!

    • 05 . 10 . 2014

      Pois é menina, era de manhã cedo (umas 9 da manhã) e não tinha muita gente… Corri e sentei do lado da primeira pessoa que eu julguei “confiável” HAHAHA.

      Vem me ver, Leca! Vamos sair por aí e tirar fotos lindjas :D

      Beijoca :***

  • 05 . 10 . 2014

    Nossa, Babi, que cara mais esquisito!!!! Acho que vc devia ter falado pra ele q não tava a fim de papo, e aí se ele continuasse, devia sim ter chamado a polícia, pq o cara pelo jeito era bem estranho!!!

    As fotos estão lindas *-*

    • 05 . 10 . 2014

      Ei Camila! Sabe naquelas horas que cê não consegue raciocinar? Fiquei meio tensa porque ele tava chegando cada vez mais perto, nem consegui pensar porque quanto mais nervosa eu fico menos Inglês eu falo AIOEHAOEIUAHE

      Beijim :***

  • 05 . 10 . 2014

    Acho que eu teria a mesma reação e não conseguiria para voltar a me concentrar no meu objetivo de estar ali, se tivesse alguém me incomodando. Mas mesmo assim as fotos ficaram muito lindas! Adorei todas :) htto://wanilagoularte.wordpress.com

    • 05 . 10 . 2014

      Pois é menina, eu perdi total a concentração… Fiquei meio neurada sabe? Eu já sou tímida pra sair por aí tirando foto, imagina preocupada… Aí que não sai nada mesmo! IEAUHEOAHEAI

      Brigada pelo comentário gatcheenha, beijoca!